terça-feira, 29 de agosto de 2017

ITA + Exames Médicos

Trago hoje a minha experiência de recebimento do ITA e de realização dos exames médicos. Como contratei os serviços da Immi Canadá, as informações serão expostas de maneira bastante superficial, descrevendo como tem sido a minha visão de cliente diante de todo o processo do Express Entry (EE).

No dia 12 de Julho de 2017, informei à consultoria o último detalhe que era necessário para a criação do meu perfil: o NOC. Para os que não sabem, numa dada hora do EE, é necessário descobrir qual seria o equivalente da sua profissão no Canadá. Como trabalho com Direito aqui no Brasil, mais especificamente no serviço público, ficou um pouco mais enjoado encontrar qual seria o trabalho mais próximo – afinal de contas, são sistemas jurídicos bastante diferentes.

Depois de trocar alguns e-mails com a minha consultora, chegamos a uma função específica, e meu perfil foi finalizado naquele dia. Poucas horas depois (!!!), recebi a notícia de que havia ocorrido um sorteio (Draw 67) e que meu perfil possuía pontos suficientes para seguir para a próxima etapa. Foi uma surpresa maravilhosa! Sério, foi uma coisa tão rápida que não deu nem tempo de ficar na expectativa do sorteio hahaha não que eu esteja reclamando!

A nota de corte foi 440, e meu perfil somou 472 pontos:


No dia seguinte, levantei o certificado de antecedentes criminais de todos os países onde estive por mais de 6 meses e agendei o meu exame médico. Para agendar, você deve visitar o site http://www.cic.gc.ca/pp-md/pp-list.aspx e escolher o médico de sua preferência. Das opções, acabei optando por fazer o exame em Salvador no dia 24 de Agosto, pois era o local relativamente mais próximo da minha cidade.

Uma vez agendado o exame, redigi a carta do empregador para posterior assinatura do meu chefe. Relatei as atividades que eu executei nos últimos 3 anos, sempre tendo em mente que eu deveria descrever minhas atividades de forma a ressaltar que, de fato, minhas atividades são parecidas com o NOC previamente indicado. Isso não significa mentir! Afinal de contas, é sempre uma péssima ideia mentir no seu próprio processo de imigração perante o governo do seu futuro país.

Vou dar um exemplo bem simplificado. Como eu mencionei antes, eu trabalho como assessora de juiz. A depender da cidade onde você trabalhe, é normal ter uma pequena equipe de estagiários que auxiliam os servidores. Nessa dinâmica, é comum que o assessor ensine e distribua tarefas entre os estagiários, coordenando as atividades a serem cumpridas. Se na descrição do meu NOC diz “Co-ordinate administrative services and establish work priorities for court staff”, por mais que não descreva com as exatas palavras o que eu faço, eu posso redigir uma carta do empregador de forma a se aproximar mais com a descrição trazida no NOC. Ou seja: não há necessidade de descrever nos mínimos detalhes como funciona o trabalho num fórum brasileiro.

Marquei uma reunião com o Presidente do Tribunal onde trabalho para que ele lesse a carta, apontasse sugestões ou redigisse uma nova versão. Como passei muito tempo na redação da carta, não tive nenhum problema: ele concordou com os termos trazidos por mim e assinou prontamente. Uma preocupação a menos!

Com a carta do empregador devidamente assinada, providenciei as traduções juramentadas que eu precisava: da própria carta, dos extratos bancários dos meus últimos 6 meses e dos antecedentes criminais (pelo site da Polícia Federal – a certidão negativa estadual não serve). Deixei com o tradutor no dia 05 de Agosto, que me cobrou R$ 1.250,00 (quase choro), e fiquei no aguardo da consulta médica.

Como minha consulta estava agendada para as 13h do dia 24 de Agosto, fui à Salvador de avião de manhã bem cedinho. Salvador estava lá, linda, maravilhosa, perfeita – mas precisava manter o foco na missão final.

Descansei um pouco e cheguei com a antecedência de meia hora requerida pela Clínica. Não há necessidade de nenhum tipo de preparo para o exame (jejum, por exemplo). Além do passaporte original, só me foi recomendado que eu não consumisse café nas duas horas anteriores ao exame.

Como eu não tenho nenhuma doença de base, a consulta foi muito simples. Eis as perguntas iniciais que me foram feitas:

- Tem tuberculose?
- Teve contato com alguém que você saiba que tenha tido tuberculose?
- Já fez alguma cirurgia que demandasse internamento?
- Tem AIDS?
- Tem sífilis?
- Está grávida / com suspeita de gravidez?

Depois disso, o médico afere a sua pressão, dá uma olhada na sua garganta/pescoço (acho que para ver se você tem problema na tireoide) e mede o seu peso e a sua altura. Como o exame médico do Express Entry é up front, ou seja, anterior à sua aprovação final pela imigração canadense, o médico cria na hora o seu UMI (algo como o seu número identificador de seu exame médico) e tira uma foto para o seu perfil.

Parte um do exame médico acaba por aí. Já com os pedidos dos exames em mãos, ainda na mesma clínica, fui realizá-los. Os exames são esses: coleta de sangue, sumário de urina e raio-x de tórax. Sou só elogios à clínica baiana: tudo foi resolvido muito rapidamente. O processo de espera, consulta e realização de todos os exames durou 2 horas – e finalmente pude sair um pouquinho e aproveitar Salvador.

That's it! Apesar de saber que eu teoricamente sou saudável, estou ansiosa para receber o Approved nessa fase. Pelo o que eu li nos outros blogs, é comum esse tipo de nervosismo, e tudo indica que eu não terei maiores problemas.

Se tiver alguma dúvida, pode jogar nos comentários que tentarei ajudar :) Até a próxima.

2 comentários:

  1. Olá! Obrigada por compartilhar sua experiência. Uma dúvida. Qnd acaba o exame vc já saí de lá com o documento para fazer o upload no EE? Já pesquisei bastante mas ainda não ficou claro para mim essa questão. Tbm farei em Salvador então é bom que o prazo deverá ser igual. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lissa! Sim, você sai com um papel com o nome "E-medical - Informatation Sheet", que traz sua foto, seus dados e uma série de número chamada "UMI". Pelos relatos que eu já vi, é esse UMI que é utilizado quando do envio dos documentos para o Express Entry (assim o médico me disse). Como estou fazendo o processo com uma consultoria, não posso confirmar 100% que é esse número, mas sim, vem um documento com um número de série! Boa sorte na jornada :) :*

      Excluir

Postagem em destaque

You passed the medical exam

Apesar de ter tido acesso aos resultados dos exames que fiz em Salvador... AHHH QUE ALÍVIO! Finalmente recebi meu "aprovada" no q...

Popular Posts