terça-feira, 13 de junho de 2017

Com quem devemos comentar o Plano Canadá?


Eis uma pergunta bastante difícil de ser respondida.

Por que tantos imigrantes costumam manter o plano de imigração em segredo? No post de hoje, eu trago os meus two cents sobre o assunto.

1) Para evitar ser tachado de louco(a): Se você tem uma vida relativamente estável, com um emprego razoavelmente bom e faz parte daquela pequena porcentagem da população brasileira que tem acesso a quase tudo, você vai ser visto como um mix de irresponsável, insatisfeito e pouco equilibrado. "Como assim você vai jogar tudo fora para ir para outro lugar que é tão longe / tão frio / tão caro etc?".


Nossa senhora. Já me deu um nervoso enorme só de digitar essas perguntas!

Apesar de eu acreditar fielmente que não há maldade em 90% das pessoas que fazem esses questionamentos, ainda assim continua sendo uma experiência chata. Afinal de contas, cada uma dessas perguntas traz, em si, um juízo de valor já estabelecido. Exemplo:

Pergunta: "Como você tem coragem de jogar fora sua carreira para começar do zero em outro lugar?"

Tradução: "Você é louco de decidir recomeçar nessa idade, se mudando para um país onde provavelmente você terá um emprego muito inferior e ganhando muito menos?"

Como eu tenho um problema enorme com esse tipo de confrontamento e invasão de privacidade, esse é um dos motivos que eu prefiro manter minha decisão limitada a familiares e pessoas próximas. Eu não sei se é impressão minha, mas muitas vezes essas perguntas vêm carregadas de um quê de deboche, de graça e de incredulidade que me irrita bastante. Logo, nada melhor do que compartilhar seu Plano Canadá com pessoas que podem te apoiar e fazer críticas construtivas sobre sua decisão.


2) Segurança/estabilidade no atual emprego: Esse é o motivo mais racional para manter in off a sua ideia de imigração. Seja você empregado de uma empresa privada ou servidor público, pode ser que seu plano de ir para o Canadá acabe se tornando um climão.


Querendo ou não, nunca vai ser interessante para o seu chefe saber que você pretende arrumar as malas e ir embora. Recursos humanos são despendidos tanto no setor privado quanto no setor público e, de certa forma, paira a expectativa de que o empregado dê retorno para quem bancou esse aprimoramento.

Além disso, muitas vezes já possuímos determinado cargo por algum tempo, o que implica dizer que nossos chefes contam com a nossa presença para dar conta de atividades já definidas. Logo, anunciar sua eventual saída pode implicar inclusive na perda do dito cargo - uma vez que ninguém vai querer investir a longo prazo em alguém que pode ir embora a qualquer momento.

Desta feita, em minha humilde opinião, recomendo que esse assunto seja manejado com bastante delicadeza em relação àqueles com quem você mantém um vínculo de trabalho, seja lá de qual natureza ele for. Se possível for, não trate sobre o assunto até o momento que seja inevitável; se tiver que ser tratado antes disso, escolha a melhor forma (que vai variar de caso a caso).


3) Inveja: Neste tópico, me refiro à inveja como sentimento inerente a qualquer ser humano. Segundo um desses dicionários da internet, inveja é o "sentimento de cobiça à vista da felicidade, da superioridade de outrem: ter inveja de alguém"; "sensação ou vontade indomável de possuir o que pertence a outra pessoa".


Eu pessoalmente não acredito naquela coisa de que a inveja do outro vai mover as forças do Universo e todos os seus planos vão por água abaixo por conta disso. Além do mais, eu acho muito difícil detectar quando ou por que alguém teria inveja de qualquer coisa que eu faça.


Costumo pensar que não sou uma pessoa esotérica: não tenho nenhuma religião, não acredito em horóscopo, não tenho nenhum hábito supersticioso. Até gostaria de acreditar em algo, para ser sincera. No entanto, por ter a mania de questionar demais o porquê das coisas, toda e qualquer crença acaba esbarrando nessa minha resistência em acreditar em algo cegamente.

No entanto, tem algo sobre a inveja que vem para, no mínimo, atrapalhar. Não tem nada pior do que você ter um sonho e saber que vai ter pelo menos uma pessoa meio que torcendo que dê errado, ou simplesmente esperando que dê errado para poder falar no final "viu que deu errado?". Se você conhece alguém que possa vir a ter uma reação semelhante, talvez seja melhor repensar como e quando contar.



4) Contar nossos planos nos desconcentra: Estudos apontam que compartilhar excessivamente nossos sonhos nos dá uma sensação antecipada de já ter alcançado os nossos objetivos. E o que isso nos causa? Aquela preguicinha de colocar as mãos na massa de verdade, uma vez que já teríamos provado o aperitivo da vitória.

Isso volta um pouco a todos os itens anteriores. É necessário amadurecer a ideia de maneira solitária, de forma a estarmos preparados para toda a enxurrada de comentários e de consequências de nossas escolhas. E obviamente isso vale não apenas para o Plano Canadá, como para qualquer outra coisa que nos dispomos a fazer.


Quando a ideia já está mais enraizada na nossa cabeça, teremos mais cautela e habilidade ao compartilhá-la, além de conseguirmos filtrar os comentários construtivos dos comentários maliciosos.

Entretanto, tão importante quanto manter os seus objetivos longe dos holofotes é saber quando e com quem dividi-los. Você não precisa manter o sigilo para sempre, é claro. Quando se sentir à vontade, escolha alguém em quem você confia para falar em voz alta sobre as suas pretensões. Ouça com atenção os comentários, as ideias e as sugestões, pois muitas vezes o olhar de uma terceira pessoa pode trazer aspectos que você não conseguiu visualizar antes.


Essas são as minhas quatro teorias sobre o assunto. No mais, seja lá qual for a sua estratégia, sigamos com os nossos planos sem atropelar ninguém no meio do caminho!

5 comentários:

  1. Muito bom o blog de vocês, meu marido e eu estamos nesse planejamento, porém devido a idade dele iremos com visto de estudo e trabalho e posteriormente tentaremos a imigração, porém ler blogs de pessoas que tem planos semelhantes é muito reconfortante, ver outros realizando seus sonhos nos da esperanças de que nós também conseguiremos!!
    Obs: iremos para London - Ontario.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eusania! Vou torcer muito por você e pelo seu marido. Minha intenção é justamente essa: promover a troca de experiências entre pessoas com objetivos similares. Meu destino é Vancouver - BC! Passei meses lendo outros blogs e decidi finalmente escrever o meu pra me inserir ainda mais nesse universo. Espero que goste! Abraço.

      Excluir
  2. Amei o blog,penso igual você.muito bom ter alguém com quem compartilhar o mesmo sonho.Vou para Quebec!!!

    ResponderExcluir
  3. Vamos nos falando porque já quero marcar saidinha brasileira em Quebec! Já iniciou o seu processo de imigração pra lá?

    ResponderExcluir
  4. Amei....amei...exatamente assim...boa sorte...

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

You passed the medical exam

Apesar de ter tido acesso aos resultados dos exames que fiz em Salvador... AHHH QUE ALÍVIO! Finalmente recebi meu "aprovada" no q...

Popular Posts